Foto: Acervo

O faturamento de viagens corporativas alcançou R$ 6,5 bilhões no primeiro semestre no ano, 17% acima do mesmo período de 2019, quando faturou R$ 5,5 bilhões, antes da pandemia da Covid-19. Os dados são do levantamento da Associação Brasileira das Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), que analisa o desempenho de 11 segmentos do setor.

Segundo a Associação, o resultado do primeiro semestre demostra a plena recuperação do setor com a retomada forte das viagens e eventos corporativos represados na pandemia. No mês de junho, o faturamento chegou a R$ 1,09 bilhão, quase 30% acima ao mesmo mês de 2019, quando foram registrados R$ 845 milhões de faturamento do segmento.

Outro mês de destaque no levantamento foi março, que registrou um desempenho histórico, com um expressivo crescimento de 44% em relação ao mesmo mês de 2019. O faturamento neste ano chegou a R$ 1,2 bilhão enquanto em março de 2019 registrou R$ 890 milhões. Junho foi o quarto mês consecutivo em que o faturamento supera a marca de R$ 1 bilhão. Em 2019, essa marca só foi atingida ao longo de 12 meses.

“Assumi a missão de fazer do Ministério do Turismo uma pasta forte em geração de renda, emprego e desenvolvimento no Brasil, por isso, estamos construindo um plano com metas claras para os próximos cinco anos. O segmento de viagens corporativas será extremamente importante para avançarmos com o turismo nacional”, afirma o ministro do Turismo, Celso Sabino.

 “Temos uma expectativa boa para o segundo semestre, período em que historicamente a movimentação é melhor”, finaliza projeta Gervásio Tanabe, presidente executivo da Abracorp.