Pelo Aeroporto de Congonhas, devem passar mais de 380 mil passageiros - Foto: Divulgação

A Visa Consulting & Analytics analisou o consumo nos 30 principais aeroportos do Brasil, entre 2021 e 2022. Segundo o levantamento, no ano passado, houve um crescimento de 52% nas transações presenciais com a credencial Visa nos aeroportos.

A pesquisa aponta ainda que os aeroportos que mais cresceram em transações Visa durante o período analisado são: Aeroporto de Congonhas (SP), Aeroporto Internacional de Confins (MG) e Aeroporto de Internacional de Navegantes (SC) – com variação superior a 80%; Aeroporto Internacional Santa Genoveva (GO), Aeroporto Internacional de Vitória (ES) e Aeroporto Santos Dumont (RJ) – com variação entre 60% a 80%; Aeroporto Internacional Pinto Martins (CE), Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu-Cataratas (PR) e Aeroporto de Teresina – Senador Petrônio Portella (PI) – com variação entre 50% a 60%.

O levantamento ainda destaca que, em 2022, o ramo alimentício, mais especificamente fast foods, restaurantes e as cafeterias, foi responsável por 65% das transações presenciais Visa em aeroportos, seguido de gastos com transporte – sendo eles locadora de veículos e táxis cadastrados nos aeroportos.

“Com o passar dos anos, percebemos que a relação entre viajantes e aeroportos mudou, uma vez que além de transportar os passageiros entre um destino e outro, os aeroportos se tornaram polos de grande oportunidade comercial, contando com tecnologias de pagamento inovadoras e seguras.” diz Tiago Moherdaui, vice-presidente da Visa Consulting & Analytics.