Movimento de viagens rodoviárias para o Nordeste subiu 650% - Foto: Divulgação

Um dos principais meios de transporte do país, os ônibus interestaduais/intermunicipais devem transportar mais de 4 milhões de passageiros durante as férias de julho. Os dados são de algumas das principais entidades e marketplace do setor no país. Historicamente, o período é o mês com o maior número de passageiros transportados, superando dezembro e janeiro. Destinos da região Sudeste e Sul (São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte) seguem recebendo grande parte dos interessados em viagens no mês de julho.

A ministra do Turismo, Daniela Carneiro, ressalta a importância do setor rodoviário para o turismo. “É um modal importante que movimenta muito a cadeia produtiva do turismo. As estradas têm se transformado em rotas de descoberta. É um modal importante para movimentar nossos destinos locais, gerando emprego e renda”, disse.

Publicidade

Questionada pelo Ministério do Turismo, a Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) estimou a movimentação de 4 milhões de passageiros entre as empresas credenciadas à entidade. O quantitativo deve superar o registrado no pré-pandemia (julho/19), quando foram transportadas 3,7 milhões de pessoas. O número também é maior que o dos últimos dois anos, quando 2,5 milhões viajaram em 2021 e 3,9 milhões, em 2022.

Já a ClickBus, um dos maiores marketplace de passagens rodoviárias do país, espera um número entre 6,5 milhões e 7,5 milhões de passagens vendidas no mês de julho. Segundo a empresa, as buscas por passagens para o período já estão 94% superiores se comparado com 2019, último período de férias sem o impacto da pandemia no setor.

A Buser, plataforma de intermediação de viagens rodoviárias, deve transportar cerca de 400 mil passageiros no mês de julho, um volume 10 vezes maior do que o registrado em julho de 2019, antes da pandemia. A previsão também representa um aumento de 20% no comparativo com junho deste ano, e fica acima do total transportado em fevereiro, mês do Carnaval. Entre as principais rotas da startup estão as capitais do Sudeste do país.

SETOR AÉREO – O Ministério do Turismo estima para o setor aéreo mais de 4,2 mil voos extras pelo país durante o mês de julho, período das férias escolares. A região que mais deve receber voos no período é o Nordeste, conhecido por sua extensa costa litorânea e destinos paradisíacos. O número de voos deve ser, em média, 15% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado. Já no setor rodoviário, a estimativa é de mais de 4 milhões de passageiros, número 8% maior do que o pré-pandemia e 2,5% maior do que o ano de 2022. Entre os destinos mais buscados, destacam-se os estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Fonte: MTur

Leia também: Viagens de ônibus para o Nordeste cresceram 650% no 1º semestre de 2023