Dois dos cartões postais da cidade do Rio de Janeiro - Foto: Divulgação

As cidades do Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) estão entre as 100 melhores do mundo para se visitar, trabalhar e realizar alguma atividade cultural. A constatação, divulgada nesta terça-feira (23.05), é da Brand Finance – consultora internacional em avaliação de marcas – com base em um estudo realizado em 20 países. As capitais fluminense e paulista ficaram à frente de destinos tradicionais da América Latina, como Buenos Aires, na Argentina; e Bogotá, na Colômbia.

Para a ministra do Turismo, Daniela Carneiro, o ranking só confirma o potencial destes dois destinos brasileiros no Turismo, seja à lazer, negócios ou cultura. “Temos um leque variado de opções aos turistas que visitam estas duas tradicionais cidades do turismo mundial e que são parte de tudo o que o Brasil pode ofertar. Vamos trabalhar para ampliar a presença do nosso país em rankings como estes, colocando mais destinos brasileiros no radar dos turistas estrangeiros”, destacou a ministra.

Os dois destinos também apareceram em rankings como melhores cidades para trabalhos remotos, para investimentos, para aposentadoria, para estudar, para se viver e foram bem avaliadas no segmento esportivo. Neste último, as duas capitais figuraram entre as 20 melhores cidades, impulsionadas pelos seus grandes clubes de futebol, como Flamengo, Fluminense, Botafogo, Vasco, São Paulo, Corinthians e Palmeiras; e por suas grandiosas arenas esportivas.

No turismo cultural, as cidades foram lembradas pela ampla capilaridade de atividades culturais. Na capital paulista, a arte de rua, como o grafite, foi destaque por conta de artistas premiados mundialmente. A cidade também possui grande relevância pelo grande número de estabelecimentos teatrais e pela realização de musicais. Já o Rio de Janeiro (RJ) é destaque na realização de grandes festivais culturais.

Segundo o managing diretor Brazil da Brand Finance, Eduardo Chaves, as cidades brasileiras possuem oportunidades de melhorias em sua percepção mundial. “O que favorece o Brasil e suas cidades é que temos muito espaço em mídia, e mudanças positivas e significativas podem impactar rapidamente a imagem destas e outras cidades do país”, concluiu.

Fonte: MTur

Leia também: Região Serrana tem as melhores cidades para viver no Rio de Janeiro