Foto: Divulgação

A Rede Selina tem em seu DNA a diversidade e a inclusão. Por isso, a partir do mês de junho – período dedicado ao orgulho LGBTQIA+ no mundo, para dar destaque à luta por direitos políticos e sociais para a comunidade – o Selina vai protagonizar uma grande ação global em nome do orgulho LGBT+. No Brasil, a Parada do Orgulho de SP, marcada para o dia 11 de junho, viabiliza essa manifestação social que cresce a cada ano e movimenta, também de forma comercial, todo o entorno do trajeto que começa na emblemática Avenida Paulista.

As ações para essa celebração envolvem desde serviços agregados às reservas que forem feitas no mês de junho, até parcerias, workshops e palestras com grupos que representam a comunidade, como é o caso do Museu da Diversidade Sexual de São Paulo. Unidades do Selina no mundo todo irão proporcionar facilidades, mas o protagonista do momento é o Selina Aurora, que fica no Centro de São Paulo e é parte do trajeto da Parada na capital paulista.

Campanha Pride Global na Rede Selina

A ação que será promovida de forma global pela Rede Selina, começando em junho, é colocada em prática em diversos países: Estados Unidos, México, Costa Rica, Guatemala, Nicarágua, Panamá, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Peru, Uruguai, Austrália e Tailândia. As pessoas que fizerem reservas durante o mês de junho terão direito a serviços agregados nas viagens realizadas de 1º de junho a 31 de agosto. No Brasil, além destes benefícios, as reservas feitas durante o mês de junho terão 25% de desconto para viagens realizadas até 15 de julho a qualquer hotel da rede no país.

No Brasil, os mimos para estas reservas incluem Welcome Drink + Wellness Class + Coworking nas unidades de Bonito, Búzios, Foz do Iguaçu, Paraty, Rio de Janeiro e São Paulo. A unidade de Florianópolis contará com Welcome Drink + Wellness Class, que são majoritariamente aulas de ioga.

Selina Aurora

O Selina do centro de São Paulo, o Aurora, preparou uma programação especial para a data. No dia da Parada do Orgulho LGBT+ de São Paulo acontece uma Festa pós Parada no restaurante PowerPlant que fica nesta unidade. A festa é patrocinada pela Fé Maidel – psicóloga, palestrante e integrante do Conselho Municipal de Políticas para LGBT do Rio de Janeiro. O som e o bar serão comandados por DJs e bartenders selecionadas para a ocasião.

Além disso, inicia-se no mês de junho uma programação que vai permanecer ao longo do ano todo. Acontecerão talks semanais em parceria com o Museu da Diversidade Sexual de São Paulo, que é um equipamento da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, destinado à memória, arte, cultura, valorização da vida, acolhimento, agenciamento e desenvolvimento de pesquisas envolvendo a comunidade LGBTQIAP+.

Selina Lapa

Também em uma programação que se inicia agora, mas será permanente, o destaque é para o Connect Talk no coworking do Selina Lapa. São rodas de conversa e trocas de experiências, realizadas uma vez por semana, conduzidas por convidados especiais entre eles artistas LGBT+ que fazem parte da programação do rooftop, representantes da equipe Selina, parceiros de impacto – como a tropa da solidariedade –, abordando desafios, oportunidades e conhecimentos de cada pessoa em cada setor. Também dentro da programação pride, vai acontecer a Festa HFC com produção do coletivo Wobble. É uma pin-off da festa Wobble, capitaneada por Bibs, Bia Marques, Duhpovo, Ellen Kellen, Mariah e $teph, que passa a ocorrer em edições mensais no rooftop do Selina Lapa.

“A diversidade é um fator fundamental na construção de uma cena mais justa e equilibrada, um fator necessário e enriquecedor para o desenvolvimento humano. O Selina foi criado com o DNA da diversidade e da inclusão e para nós é imprescindível mostrar isso durante o ano todo, não somente no mês do orgulho LGBT+”, comenta Mônica Ordonez, diretora comercial do Selina Brasil.

Leia também: Rede Selina Brasil conquista resultados históricos no 1T23