Saguão do Aeroporto de Fortaleza - Foto: Divulgação

Fortaleza também está no topo da lista dos destinos mais procurados para as férias de julho. Na lista feita pela Decolar, a cidade é a primeira colocada. Jericoacoara foi citada como o 10º melhor destino no Brasil para viajar, segundo o “Guia Viajar Melhor”, conforme informação do Governo do Estado. Apesar da elevada procura, o mês de julho 2023 ainda terá menos assentos ofertados por companhias aéreas que igual período do ano passado, quando comparados os três maiores aeroportos do estado: Fortaleza, Juazeiro do Norte e Jericoacoara (Cruz).

A causa para a queda no número de assentos foi a redução generalizada de operações em todos os aeroportos.

A diminuição mais forte se dará no aeroporto de Jericoacoara, em que haverá redução forte no número de operações mensais da Azul e da Gol, além da saída da Voepass. A previsão é uma queda de 29% no número de assentos no aeroporto de Jeri.

Situação de Fortaleza

Em Fortaleza, chama atenção inclusive o (previsto) decréscimo de operações da Latam, maior player do Ceará.

Mesmo com o lucro no 1º trimestre de US$ 121,8 milhões, especificando que a operação no Brasil está exitosa e com uma taxa de ocupação média em Fortaleza de 80%, totalmente dentro da média do mercado, a companhia vem aumentando timidamente suas operações em 2023 no Ceará.

Em nota, a companhia informou que “está sempre atenta às necessidades dos clientes e na demanda de cada região para investir em mercados sustentáveis. Atualmente, a Latam opera voos a partir da capital cearense para 12 aeroportos nacionais, além da rota internacional Fortaleza-Miami, reinaugurada em julho de 2022”.

A Azul foi a única a crescer, inclusive estreando com a Conecta no Ceará. As 70 esperadas operações, entretanto, não impactam tanto no número de assentos por se tratar de aeronave com apenas 9 assentos. Bom ressaltar que a companhia tem cancelado bastantes voos da Conecta no Ceará, como no caso de Iguatu:

“A Azul informa que, de 1º a 30 de maio, 4 voos que partiriam de Iguatu com destino a Fortaleza, foram cancelados por conta de manutenção não programada. Os clientes foram previamente informados e receberam toda a assistência necessária, de acordo com a Resolução 400 da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A companhia lamenta eventuais transtornos causados”.

Um mês de manutenção não programada tem cara de baixa ocupação e não-operação deliberada, mesmo com reportes de passageiros aguardando nos destinos.

O duplo crescimento da Azul e Azul Conecta, não compensou, entretanto, grande redução da Gol, que fará as operações na capital cearense desabarem com 157 decolagens a menos em julho deste ano, ou quase 6 decolagens a menos por dia. Menos voos para Manaus, Belém, São Luís, Salvador e Recife.

A alta estação de julho estará novamente impactada, como a alta estação de janeiro esteve.

Fortaleza deverá ter 6% menos assentos que tinha há um ano, já adicionadas as operações da Voepass para Noronha, Juazeiro e Aracati, refletindo provavelmente, menos passageiros que julho de 2022.

Em Juazeiro do Norte, a queda nos assentos ofertados é tênue (3%) e se traduz na redução de assentos pela Azul, quando trocou as operações com o Airbus 320 pelo Embraer 195-E2. A companhia também não prevê para julho, operações para Guarulhos como teve há 1 ano.

A Latam está estagnada em Juazeiro. Assim, a queda não foi maior, porque já contabilizamos os assentos da Voepass (retorno) para o Cariri que já estão à venda, porém, ainda não se acham nos dados Anac.

Como está Jericoacoara

Em Jeri, a queda no número de assentos é a mais pronunciada, sobretudo por reduções de operações da Gol, da Azul e da Voepass. A última deixou de voar para a praia em maio e não anunciou retomada ainda.

A Gol não trouxe (até aqui) o retorno das operações entre Jeri e Brasília como fez em julho de 2022.

A Azul reduziu operações e passou a utilizar aeronave menor entre Jeri e Confins, o Embraer 195-E2, que possui menos 30 assentos que o Airbus 320.

Fonte: Jornal Diário do Nordeste

Leia também: Abav: Fortaleza e Orlando são as cidades mais procuradas para as férias de julho