Marcelo Freixo - Foto: Divulgação

A Embratur está de volta ao quadro de membros da Associação de Operadoras de Turismo dos Estados Unidos – USTOA. O anúncio oficial foi feito pela própria agência, após quatro anos de afastamento. A filiação possibilita ao Brasil a reconexão com as empresas de turismo do principal mercado emissor de turistas. “Representa a retomada da confiança do mercado internacional do turismo com o Brasil, reflexo do trabalho profissional e engajado em reconstruir a imagem de nosso país”, destaca o presidente da Embratur, Marcelo Freixo.

“Retornar à USTOA é parte central de nossa estratégia para ampliar a comercialização de destinos brasileiros nos EUA. Temos uma diversidade ampla de produtos novos que estamos trabalhando para promover, e atendem a diversos segmentos e nichos que possuem forte apelo no mercado fomentando, assim, a ampliação da conectividade entre os dois países”, completou o presidente da Embratur.

A USTOA foi fundada em 1972 e atualmente é representada por mais de 140 empresas e mais de 650 fornecedores (DMCs, Institutos de Turismo, hotéis e companhias aéreas) ao redor do mundo que vendem, anualmente, cerca de US$16 bilhões em viagens. “A USTOA se orgulha em ter a Embratur de volta como membro associado. Por meio do seu conhecimento e experiência será possível, junto aos membros ativos, a criação de programas para o Brasil que serão, posteriormente, comercializados no mercado norte-americano”, ressalta o presidente da USTOA, Terry Dale.

Aos associados da USTOA é dado o acesso às maiores operadoras e agentes de viagens dos EUA, além da participação em eventos exclusivos. A Embratur terá acesso a ferramentas de comunicação interna sobre produtos, destinos e serviços turísticos brasileiros, aumentando a visibilidade das ações de comercialização do Brasil.

Mercado prioritário

A aliança entre Embratur e USTOA vem acompanhada de um conjunto de ações estratégicas da Agência nos Estados Unidos. Ela ocorre às vésperas do lançamento da campanha publicitária que a Agência irá promover nos Estados Unidos – prevista para o mês o segundo semestre deste ano – e logo após a realização de uma press trip com comunicadores norte-americanos em destinos turísticos de Minas Gerais. Neste ano, a Embratur já participou de duas feiras de turismo nos EUA, a Seatrade e a Routes, especializadas em cruzeiros marítimos e fluviais, e companhias aéreas. No segundo semestre deste ano, a Agência participa da IMEX America, em Las Vegas, EUA, entre os dias 17 a 19 de outubro, e da NYITS, em Nova York, EUA, entre os dias 26 a 28 de outubro.

Os Estados Unidos aparecem em segundo lugar no ranking de países que mais enviam turistas estrangeiros ao Brasil, atrás somente da Argentina. Em 2019, último ano com comportamento normal de visitantes antes da pandemia, quase 600 mil norte-americanos visitaram cidades brasileiras. Somente nos primeiros quatro meses de 2023, mais de 225 mil já vieram ao Brasil.

Leia também: Embratur retoma associação à IGLTA