As cachoeiras são o ponto alto do ecoturismo no Rio de Janeiro - Foto: Acervo

O ecoturismo vem ganhando destaque nos últimos anos e a preferência por destinos que adotam práticas sustentáveis está cada vez mais evidente entre os turistas. De acordo com pesquisa organizada pelo SEBRAE, a prática do ecoturismo é responsável por 60% do faturamento de pequenas empresas de turismo no Brasil, e 65,9% de todas as empresas do setor oferecem destinos eco. Segundo outra pesquisa realizada pelo Ministério do Turismo (MTur), que revela as tendências do setor, as viagens mais sustentáveis e ligadas à natureza estão entre as principais microtendências para este ano.

Comandatuba (BA)

Segundo a publicação, análises e perspectivas do mercado para 2024 apontam para uma busca crescente por experiências autênticas e respeitosas com o meio ambiente e as culturas locais, com busca por alojamentos ecologicamente conscientes e passeios na natureza.

De acordo com Jucelha Carvalho, especialista em tecnologia na área de turismo, essas experiências estão sendo mais buscadas por serem percebidas como mais gratificantes e memoráveis, especialmente para aqueles que buscam um significado mais profundo em suas viagens.

Startups ligadas ao Ecoturismo

A startup Pinguim Incentive Tech & Travel, em consonância com essa tendência, surge como uma alternativa inovadora no mercado de turismo corporativo e de viagens de incentivo. Fundada por Renata Franco e Grace Cauzo, a empresa traz para o setor uma abordagem centrada na personalização da experiência do cliente com inclusão de práticas de ESG.

“Nosso objetivo não é só proporcionar experiências, mas incluir nas viagens de incentivo e corporativas um propósito”, explica Renata Franco, CEO e fundadora da startup que já realizou viagens em grupos para locais como Cingapura, Áustria, Itália, Bonito, Trancoso e Espanha, com inclusão de sustentabilidade, incentivo a comércio e negócios locais.

Vale do Ribeira, em São Paulo – Foto: Setur-SP

A preferência por viagens sustentáveis e ligadas à natureza é comprovada pelos dados do Ministério do Turismo, que apontam um aumento na demanda por experiências ao ar livre e em contato com a natureza. Em 2023, os parques nacionais brasileiros registraram um recorde histórico de visitação, refletindo uma crescente busca por conexão com a natureza e a valorização das riquezas naturais do país.

“O Ministério do Turismo tem apostado cada vez mais no fomento ao segmento do ecoturismo, como uma política pública para a promoção do turismo sustentável. As pessoas passaram a buscar mais essa forma de conexão com a natureza, aliada a ações de preservação das nossas riquezas naturais”, destaca Carolina Fávero, coordenadora-geral de Sustentabilidade e Ações Climáticas no Turismo do MTur.

Destinos para praticar Ecoturismo no Brasil

A região Nordeste, que concentra belas paisagens e áreas de natureza exuberante, tem sido bastante procurada pelos brasileiros que viajam a lazer, concentrando 42% dos destinos preferidos da população. A Bahia, por exemplo, é o terceiro Estado brasileiro mais visitado do país e fica atrás apenas do Rio de Janeiro (2º) e São Paulo (1º), segundo o Ministério do Turismo.

Garopaba (SC) é um dos destinos mais procurados no Sul do Brasil – Foto: Acervo

Na região Sul do país, mais precisamente em Santa Catarina – que é 5º estado mais visitado, a cidade de Garopaba figura entre um dos locais em meio a natureza e proporciona atividades como trilhas em meio a cachoeiras, lagoas, costões e também o surfe, recebendo campeonatos internacionais.