Foto: Divulgação

No Dia Internacional do Orgulho LGBTQIAP+, comemorado nesta quarta-feira (28), a Secretaria de Turismo do Estado (Setur-BA) criou uma coordenação específica para cuidar do turismo gay friendly. A comissão será dirigida pela drag queen Petra Péron, que tem representado o estado em conferências e roadshows realizados no país.

O primeiro trabalho da nova coordenação foi realizar uma pesquisa espontânea entre os estabelecimentos baianos registrados no Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos (Cadastur), para identificar práticas ligadas à diversidade. Houve a adesão de 380 meios de hospedagem, transportadoras, operadoras e agências de viagens, bares, restaurantes e empresas afins, das 13 zonas turísticas da Bahia. Os resultados serão usados na elaboração de novas ações estratégicas da secretaria para melhorar o acolhimento ao turista, com respeito às diferenças de gênero.

No levantamento, Salvador (Baía de Todos-os-Santos), Itacaré e Maraú (Costa do Cacau), Cairu (Costa do Dendê), Lençóis (Chapada Diamantina), Porto Seguro (Costa do Descobrimento) e Praia do Forte (Costa dos Coqueiros) aparecem como os destinos mais procurados pelo público LGBTQAIP+.

“Iniciamos o processo de produção de indicadores para compreender a cadeia produtiva que atua nesse segmento, com as suas demandas, gargalos e desafios. Outras pesquisas serão feitas com turistas e baianos que atuam em comunidades representativas, mas já identificamos que há a necessidade de qualificação em serviços prestados”, explicou a coordenadora Petra Perón.

A Setur-BA já oferece cursos de atualização a servidores e colaboradores que trabalham nos postos do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), na capital e no interior, onde são abordados conteúdos sobre direitos humanos e combate à intolerância, entre outros temas. Na plataforma digital TurisQualy, desenvolvida pela secretaria, está sendo implantado um curso de capacitação da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil, com sede em São Paulo.

“O Governo do Estado tem compromisso com a diversidade e o respeito aos direitos individuais, em todos os setores da sociedade. No turismo, estamos em sintonia com as demandas do segmento LGBTQAIP+, que se destaca mundialmente por movimentar bilhões de dólares. No Brasil, a Bahia tem sido cada vez mais procurada por esse público, por sua hospitalidade, gastronomia e destinos paradisíacos”, declarou o titular da Setur-BA, Maurício Bacelar.

Leia também: Embratur retoma associação à IGLTA