Avião da Azul - Foto: Divulgação

Seguindo seu plano de reestruturação financeira, a Azul S.A. anunciou nesta terça-feira, 13,  o lançamento de uma oferta de troca de seus títulos com vencimento em 2024 e 2026, para títulos de longo prazo com vencimento em 2029 e 2030, respectivamente.

A primeira etapa do plano de estruturação abrangente promovido pela empresa desde março foi um acordo com empresas de arrendamento e fabricantes de aeronaves, anunciado também em março, que trouxe uma melhora significativa na geração de caixa da empresa. Essa nova etapa do plano fortalece ainda mais a sua posição financeira.

 “Durante o desafiador período dos últimos anos, a Azul foi uma das únicas companhias aéreas do mundo que não recebeu aporte governamental nem buscou o caminho da recuperação judicial para sanar suas dívidas em detrimento de seus parceiros comerciais e investidores. O caminho que escolhemos foi de negociar amigavelmente acordos com todos os nossos stakeholders, garantindo o contínuo sucesso da nossa empresa e gerando resultados benéficos para todos. Assim continuaremos sendo uma das empresas mais rentáveis e das que mais crescem na aviação mundial”, explica o CFO da Azul, Alex Malfitani.