American Airlines e JetBlue

Um juiz federal americano decidiu, na última sexta-feira (19), interromper a parceria entre a American Airlines e a JetBlue Airways nos aeroportos de Nova York e Boston. Segundo Leo Sorokin, a aliança prejudicaria a concorrência e aumentaria as tarifas.

Pelo acordo, iniciado em 2021, cada companhia aérea vende assentos oferecidos pela outra em determinadas rotas. As companhias aéreas também compartilham a receita de certos voos e acesso aos portões do aeroporto. A aliança abrange os três principais aeroportos que servem a cidade de Nova York e o Aeroporto Internacional Logan de Boston.

American Airlines e JetBlue lamentam a decisão

Em declarações, American Airlines e a Jet Blue disseram que estão considerando suas opções legais. A JetBlue disse que estava “desapontada com a decisão” e a American chamou a decisão de “claramente incorreta”. Ambos descreveram a parceria como uma “grande vitória” para os clientes.

A JetBlue é a sexta maior companhia aérea dos Estados Unidos, com 5,5% de participação no mercado doméstico, segundo dados federais. A americana é a maior, com 17,6 por cento.