A Reunião Global da Alagev contou com mais de 250 participantes - Foto: Divulgação

A Associação Latino Americana de Gestão de Eventos e Viagens Corporativas (ALAGEV) realizou na segunda-feira (20), no Tivoli Mofarrej, na capital paulista, a sua 2ª Reunião Global das Comunidades de 2024, com a participação de 265 profissionais de diversas localidades do país, sendo 120 presenciais e 145 online.

Com o tema “Que história é essa, ALAGEV? Tudo sobre pessoas”, o encontro contou com layout de um programa de auditório e trabalhou com o assunto da Governança, do termo Environmental, Social, and Governance (ESG), além de pautas sobre diversidade na liderança, gestão de crise, assédio em eventos, boas práticas e transparência.

“A palavra microrrevolução ganhou destaque neste encontro dedicado a entender o nosso papel individual na governança corporativa, fortalecer a comunidade para que juntos possamos exercer um caminho melhor. Refletimos também sobre esses insights e aprendizados para aplicar na realidade de cada um”, destacou Luana Nogueira, diretora executiva da ALAGEV.

No primeiro bloco do programa, Flávia Cunha da Casa Causa, conselheira do hub ESG da ALAGEV, contou um pouco sobre o papel do indivíduo e sua importância na governança. “A governança é o ato de governar, de dar diretrizes, orientações e encaminhamentos. Quando falamos sobre isso, parece que está distante, que só os profissionais de alto escalão podem abordar o tema. Mas devemos ser transparentes, entender como que mostramos isso de forma organizada, como me vejo responsável dentro desse processo e como faço a mudança ao meu redor. Acredito que se fazemos parte do problema, também podemos buscar a solução”, ressaltou.

No segundo bate-papo, Luana convidou ao palco Adriana Santana (MCI Brasil), Ana Prado (Syngenta), Giancarlo Alcalai (Boyden) e Grace Kelly Caruzo (Queensberry Viajes de Incentivo).

O tema principal dessa conversa foi a importância da transparência e a responsabilidade, além de como a liderança deve ser exemplo dentro da empresa. Os profissionais apresentaram casos de condutas irregulares, assédios e falta de ética. A partir desses exemplos, mostraram maneiras de se trabalhar nesse meio de forma correta.

“A empresa é responsável por ensinar e letrar seus colaboradores. Não deixar somente a diretoria com essas diretrizes. Não devemos achar que as pessoas saem de suas faculdades ou de casa sabendo tudo”, ressaltou Giancarlo.

Adriana Santana trouxe relatos sobre assédios que aconteceram no pré, durante e pós-evento. “O nosso maior problema é relativizar os problemas. Devemos começar a questionar, enxergar e precaver os problemas”, complementou.

 “É importante a questão do RH e da cultura do empreendimento, que vem muito do dono ou do CEO. Já vi relatos de assédio e quando chegou nesse patamar, não foi executado, porque o próprio CEO não permitiu que fosse efetivado. No turismo ainda falta um pouco de escuta”, destacou Grace

Já Ana ressaltou a falta de conduta ética e como as marcas precisam investir em processos mais claros. “Trabalhei com mobilidade e os maiores gastos de táxis eram de quem tinha carro. Ao avaliar os casos e receber diversos feedbacks, descobrimos um problema. Um analista foi orientado a pedir os reembolsos de táxis como aumento de salário. Os dois foram desligados, o gestor por conta de sua conduta e o analista pelo fato de aceitar a situação mesmo sabendo que estava errado”, citou Ana.

Ações solidárias

Outro destaque da Reunião Global foram as ações e parcerias para a campanha “SOS Rio Grande do Sul”. A ALAGEV trouxe Evelin Haddad, representante da Comunidade de Gestores de Viagens do Rio Grande do Sul (GVRS), que integra a associação, para discutir a questão e o cenário atual do estado. “No dia 1º de maio fiz uma viagem de lazer com a minha irmã para Ilhabela. No dia 3, já não conseguimos retornar ao Sul. Minha família saiu de barco, mas no início faltou água potável e fizeram racionamento. A ALAGEV está apoiando diversas ações em prol às vítimas das enchentes do Rio Grande do Sul. Agradeço a ajuda de todos”, comentou.

Segundo bloco

No segundo bloco, foram apresentados insights sobre gestão de crise e boas práticas de governança. Grace Kelly apresentou o caso de um navio com 160 pessoas embarcadas em uma viagem de incentivo na Europa, que ficaram sem mobilidade. A gestora mostrou como foi conduzida a situação e minimizados os danos da experiências desses clientes.

“O navio quebrou e tiveram que realocar os passageiros em outra embarcação com um itinerário diferente. Tentamos minimizar a situação. Oferecemos novos roteiros, mimos e contamos com a ajuda e empatia dos tripulantes que estavam à bordo. Para completar, disponibilizamos descontos de 50% para a Grécia, pois eles não conseguiram conhecer esse destino que estava no roteiro. Foi um grande aprendizado e transformamos uma situação complicada em uma experiência positiva. Mantivemos a transparência com todos, nos unimos e cada um cuidava de uma determinada atividade”, revelou.

Em vídeo exibido durante o encontro, Ana Paula Arbache, cofundadora do hub ESG da ALAGEV, fundadora do Hub Mulher e da Arbache Innovations, mostrou o que é ideal dentro da governança corporativa com os preceitos de ESG. “É importante ter uma governança que zele pela sua marca e imagem no mercado, uma liderança constituída, que esteja de acordo com a missão da empresa. É importante definir o que é certo dentro dos negócios, estabelecer com clareza esses preceitos. Tenha pensamento estratégico, pois não dá para fazer como fazia antes, é preciso olhar a complexidade do mundo. Por outro lado, não é legal se alinhar com organizações que não aderem a esses conceitos, que não tratam com transparência e proatividade a cadeia de relacionamentos e que possam estar envolvidas com corrupção e lavagem de dinheiro”.

Alagev News

A associação apresentou os seus novos Chiefs do Fervo Office (CFOs): Marcia Santos (Banco RCI – GVS) e Luciano Pimenta (Trangala – CMOB). A data para o LACTE – 20ª edição, evento que conecta os participantes com os temas atuais do setor, também foi anunciada: será nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2025, no Golden Hall do WTC Events Center, em São Paulo.

As ações da entidade no Global Business Travel Association (GBTA), que será realizada nos dias 22 e 24 de julho, em Atlanta, e os descontos especiais da Delta para os associados da ALAGEV foram outras notícias mencionadas.

LEIA TAMBÉM: ALAGEV anuncia data da 20ª edição do LACTE para 2025